Com meta ousada, São Paulo vê venda difícil de Tchê Tchê para o Atlético-MG por R$ 22 milhões

O São Paulo planeja faturar R$ 142 milhões com vendas de jogadores na temporada de 2022. Ao longo do ano, joias reveladas por Cotia podem sair. Um negócio que não deve acontecer é a venda do volante Tchê Tchê para o Atlético-MG.

-->


O jogador está emprestado ao Galo até o dia 31 de maio, mas o time mineiro teria a intenção de devolvê-lo agora em janeiro. O São Paulo não teria aceitado. Esse movimento do Atlético-MG indica que a diretoria não deve investir na contratação de Tchê Tchê.

O volante foi emprestado ao Atlético-MG em abril do ano passado e assinou contrato até maio deste ano. No time comandado por Cuca, ele viveu altos e baixos e chegou a ser titular em algumas partidas. Apesar dos títulos da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, o Galo não deve exercer o direito de compra.

-->

Atlético-MG teria que pagar R$ 3,5 milhões de euros ao São Paulo

Tchê Tchê foi emprestado ao Atlético-MG por pouco mais de um ano e valor para compra definitiva foi fixado em 3,5 milhões de euros (R$ 22,1 milhões na cotação atual). O Atlético-MG não estaria disposto a pagar este valor para contratar o jogador e vai devolvê-lo. Tchê Tchê tem contrato com o São Paulo até março de 2023.

-->


Ainda não se sabe se o São Paulo terá interesse em contar com o jogador. O elenco de Rogério Ceni conta com volantes disponíveis, apesar da saída de Liziero, negociado com o Internacional. Além de jogar como volante, Tchê Tchê também pode atuar na lateral direita. O titular da lateral nesta temporada deve ser o veterano Rafinha.

-->


Leia mais: https://www.radaresportes.ig.com.br/noticia/35745/futebol-nacional/com-meta-ousada-sao-paulo-ve-venda-dificil-de-tche-tche-para-o-atletico-mg-por-r-22-milhoes-13012022