Comum acordo? São Paulo pagará multa milionária por rescindir com o técnico Hernán Crespo; valores assustam

O São Paulo surpreendeu sua torcida, e boa parte da imprensa esportiva ao anunciar, na tarde dessa segunda-feira (13/10), o desligamento do técnico Hernán Crespo, que tinha contrato com o clube até dezembro do ano que vem. O treinador vinha de 5 empates consecutivos à frente da equipe e o time não parecia mais se encontrar e mostrar um bom futebol como no início do ano.

-->


Em suas redes sociais, o clube anunciou que a rescisão com Hernán Crespo foi em comum acordo, no entanto, o site do GE apurou que não foi bem assim. Segundo o site ligado ao grupo Globo, a decisão de demitir o treinador partiu única e exclusivamente por parte do São Paulo, e por isso o clube terá que arcar com uma multa milionária, que já estava prevista em contrato.

Os valores chegam a assustar em se tratando de um clube que vive uma grave crise financeira e que diz não ter dinheiro em caixa para renovar o vínculo com atletas que podem sair em dezembro, como são os casos de Galeano e Benítez.

-->

Para demitir Hernán Crespo, o São Paulo terá que desembolsar a quantia de 750 mil dólares (cerca de R$ 4,1 milhões na atual cotação). O clube deve pedir para parcelar esse valor milionário em vários meses, da mesma maneira que foram feitas as rescisões de Hernanes e Daniel Alves.

-->


Para o lugar de Hernán Crespo, o São Paulo trouxe de volta o ídolo Rogério Ceni, que retorna ao clube após uma pequena passagem em 2017, quando começou sua carreira como treinador e teve o seu trabalho questionado. O ex-goleiro já comanda o time nessa quinta-feira, no duelo contra o Ceará.

-->


-->

Leia mais: https://www.radaresportes.ig.com.br/noticia/30632/clubes/comum-acordo-sao-paulo-pagara-multa-milionaria-por-rescindir-com-o-tecnico-hernan-crespo-valores-assustam-13102021