Equipes paulistas se juntam e pedem retorno de público aos estádios; João Doria bate o martelo

Após a liberação do público nos estádios de quase todo o país, as cinco equipes paulistas que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro se juntaram e solicitaram ao governador do estado que liberasse a entrada da torcida nos jogos.

-->


João Doria, governador de São Paulo, tornou público no último dia 23, quinta-feira, seu parecer favorável ao pedido de Corinthians, Red Bull Bragantino, Palmeiras, Santos e São Paulo. Logo, a partir do próximo dia quatro, 30% da lotação dos estádios poderá ser ocupada no estado. A tendência é que a porcentagem de ocupação vá aumentando gradativamente.

Primeiro de novembro é a previsão para lotação máxima 

-->

A previsão é de que no dia 15 de outubro, 50% dos lugares possam ser ocupados pelos amantes do futebol. O primeiro dia de novembro é a data prevista para que os estádios voltem a ser 100% ocupados.

-->


Times paulistas se sentiram prejudicados

-->


Conforme os outros estados do país foram liberando o acesso ao público e a abertura de seus estádios para a torcida, as equipes paulistas se sentiram prejudicadas em relação as outras. Mas elas não se opuseram oficialmente e atenderam a todas as restrições estabelecidas.

Para conseguir entrar nas partidas, o torcedor deverá levar obrigatoriamente o comprovante da vacinação completa. Ou seja, as pessoas deverão, necessariamente, estar com as duas doses tomadas da Pfizer, AstraZeneca, Coronavac ou com dose única da Janssen. No entanto, se tiver tomado ao menos uma dose, o visitante poderá levar um teste antígeno realizado até 24 horas antes, ou PCR com resultado há, no máximo, 48 horas.

-->

-->

Leia mais: https://www.radaresportes.ig.com.br/noticia/29199/futebol-nacional/equipes-paulistas-se-juntam-e-pedem-retorno-de-publico-aos-estadios-joao-doria-bate-o-martelo-24092021