Daniel Alves detona atual diretoria do São Paulo e dispara: ‘Não tem condição de me ter’

O lateral direito Daniel Alves falou abertamente pela primeira vez sobre a sua saída conturbada do São Paulo, que ocorreu há pouco mais de duas semanas. O experiente jogador esteve no podcast “Flow Sport Club” e afirmou que seu sonho de jogar no time do coração estava sendo “conduzido” para um lado que não desejava.

Publicidade


O atleta falou que a atual diretoria já começou errado quando assumiu no início do ano e resolveu mexer no departamento de futebol. Naquele período, o São Paulo estava disputando diretamente o título do Campeonato Brasileiro e acabou patinando nas últimas partidas já sob a gestão de Julio Casares, que na oportunidade dispensou o diretor Alexandre Pássaro e colocou Muricy Ramalho como diretor técnico da equipe.

Publicidade


O atleta disse que todo mundo criticava a gestão de Leco, mas com ele no comando o time estava na ponta do Campeonato brasileiro, prestes a ser campeão. Com Casares e suas mudanças na reta final, o clube acabou perdendo o foco e acabou deixando o título escapar.

Publicidade

A cobrança exagerada em cima dele também foi um fator determinante para o vínculo ser quebrado. Segundo o atleta, tudo que acontecia no São Paulo era culpa dele e do Diniz. Após o treinador ter saído, a culpa caiu toda em cima dele e do goleiro Volpi, que agora carregará toda a culpa sozinho.

Publicidade


O jogador disse com todas as palavras que essa atual diretoria do São Paulo não tem condições de ter um atleta como ele: ‘Vim aqui para performar e performei. Vim aqui para ganhar e ganhei. Estavam conduzindo meu sonho para um lado que eu não estava sonhando. Então beleza, vamos dar um stop aqui. Vocês não têm condição de me ter‘; disse Daniel Alves, que em pouco mais de dois anos vestindo a camisa do clube ganhou o título do Paulistão de 2021 e saiu deixando uma dívida de cerca de R$ 24 milhões.

Publicidade


Publicidade

Leia mais: https://www.radaresportes.ig.com.br/noticia/29536/clubes/daniel-alves-detona-atual-diretoria-do-sao-paulo-e-dispara-nao-tem-condicao-de-me-ter-29092021