Rádio Nacional destaca vencedores da Semana de Vela virtual

Principal competição náutica da América Latina, a Semana de Vela de Ilhabela teve que ser adaptada em 2020, devido à pandemia do novo coronavírus. O jeito foi competir virtualmente, por meio do game Virtual Regatta. O gaúcho Phillipp Grochtmann levou a melhor na regata final, disputada em um percurso que simulava a raia olímpica do Rio de Janeiro.

O evento on-line reuniu 76 participantes, que competiram em 20 regatas virtuais. Os percursos simulavam os de cidades como Mallorca (Espanha), Auckland (Nova Zelândia) e Marselha (França). Nesta última, serão disputadas as provas de vela da Olimpíada de Paris. Para Phillipp, serviu até para dar um gostinho dos Jogos, pois ele disputará vaga para representar o Brasil na capital francesa em 2024, na classe laser, a mesma em que Robert Scheidt se sagrou bicampeão olímpico em 1996 e 2004.

O segundo lugar ficou com um jovem de 15 anos. Lucas Rocha Dantas nunca competiu em Ilhabela, ao contrário de Phillipp, mas brigou até o fim pelo título virtual. O garoto de Brasília, que veleja desde os 11 anos, foi o melhor da fase qualificatória. O detalhe é que ele teve como um dos principais adversários o próprio técnico de vela (real e virtual). Allan Godoy, que terminou a regata final em oitavo.

A disputa virtual, segundo os organizadores, será incluída na programação da 48ª edição da Semana de Vela, no ano que vem.

Leia mais no BateRoda!