Aprendizado foi ponto alto de Goiânia para a PP Motorsports

O Autódromo Internacional de Goiânia foi palco, no último final de semana, de uma verdadeira maratona da Copa Truck. A organização da categoria promoveu quatro provas em dois dias e, na rodada dupla, os brutos da PP MotorSports fizeram a sua estreia na competição.

Com novos layouts, ampla estrutura e equipe totalmente renovada, os pilotos Pedro Paulo Fernandes, Daniel Kelemen e Ale Navarro, avaliaram de forma positiva a estreia, com destaque para o potencial dos caminhões e atenção para os pontos que precisam ser corrigidos.

Bruto #29 – Pedro Paulo Fernandes:

No comando do truck #29, o piloto Pedro Paulo Fernandes encerrou o classificatório do sábado na 17ª posição, largando da nona linha do grid. O piloto, no entanto, não concluiu as corridas do primeiro dia de provas. No segundo dia, Pedro Paulo já foi lá para a frente e classificou em oitavo no grid do domingo (16). Na corrida 1, a consistência e o cuidado levaram Pedro Paulo à sétima colocação no grid, mas, em contrapartida, o bruto não concluiu a corrida 2. O problema do abandono das provas foi corriqueiro no final de semana, muito por conta das altas temperaturas em Goiânia e do desgaste provocado nos caminhões por conta do calor.

Para o piloto, o final de semana foi fundamental para entender o comportamento dos caminhões e para perceber o que pode ser melhorado. “Os caminhões são muito bons. Bem feitos, bem montados, bem preparados e tem potencial. O time também está muito bem montado, trabalho muito bom, com excelentes profissionais. Temos muito a evoluir, temos alguns ajustes para fazer nos caminhões da equipe e vamos ainda mais preparados, mais prontos e mais fortes na próxima corrida” destacou.

Bruto #45 – Daniel Kelemen

Após uma bateria de treinos bastante positiva, no primeiro desafio do final de semana, no sábado (15), o bruto #45 teve problemas na tomada de tempo e largou da décima fileira do grid para a corrida 1. As dificuldades persistiram e o piloto não conseguiu encerrar as provas do sábado. No domingo, Kelemen apresentou evolução e classificou em 12º, largando no meio do grid e encerrando na 13ª posição a corrida 1. Na corrida 2, o piloto conseguiu manter uma posição muito favorável até o final da prova, mas, faltando duas voltas, o truck acabou pegando fogo devido às altas temperaturas. Ainda assim, Kelemen concluiu a corrida em décimo colocado.

Assim como Pedro Paulo, Daniel também destacou o potencial dos caminhões e afirmou que o final de semana foi determinante para avaliar o funcionamento dos trucks. “Tiro o final de semana como aprendizado, destacando com evolução dos caminhões. Estamos realizando um trabalho de médio e longo prazo. Não é pra chegar e ganhar corrida. É uma preparação de um caminhão, de uma equipe”.

Bruto #909 – Ale Navarro

Para Alexandre Navarro do truck #909, o final de semana apresentou um pouco mais de dificuldades. Após cravar o 16ª posição no classificatório e iniciar a corrida 1 conquistando algumas posições, o truck teve problemas – novamente por conta das altas temperaturas em Goiânia – e, além de não encerrar na primeira prova, também não competiu na corrida 2. Os contratempos persistiram e, no domingo, o piloto também não foi para a pista.