Fórmula 1 – Agora é oficial, Sebastian Vettel deixa a Scuderia Ferrari no final desta temporada.

A Ferrari confirmou que Sebastian Vettel deixará de ser piloto da Scuderia no final da temporada 2020; nós da Veloxtv já tínhamos informado a semanas atrás de uma proposta para renovação de contrato muito abaixo do que “merece” o piloto alemão, deixando-o livre para a procura de uma nova equipe.

As notícias avançaram durante a  tarde/noite que Vettel e a Ferrari não tinham chegado a um consenso e que a renovação não tinha sido possível. A confirmação estava prevista para hoje e não demorou muito, com a Ferrari anunciando logo pela manhã a saída do tetra campeão no final desta temporada. Foi publicada uma declaração conjunta que oficializa o fim da parceria que se iniciou em 2015.

Eis o que disse Mattia Binotto:

“Esta é uma decisão tomada em conjunto por nós e o Sebastian, que ambas as partes consideram ser a melhor. Não foi uma decisão fácil de ser alcançada, dado o valor de Sebastian como piloto e como pessoa. Não havia razão específica que levasse a este desfecho, além da crença comum e amigável de que havia chegado o momento de seguirmos caminhos separados, a fim de alcançar nossos respectivos objetivos.

Sebastian já faz parte da história da Scuderia, com as suas 14 vitórias, tornando-o o terceiro piloto mais bem-sucedido da equipe, enquanto também é o piloto que marcou mais pontos. Nos nossos cinco anos juntos, ele terminou entre os três primeiros do campeonato de pilotos por três vezes, dando uma contribuição significativa à presença constante da equipe nas três primeiras da classificação dos construtores.

Em nome de todos na Ferrari, quero agradecer ao Sebastian pelo seu grande profissionalismo e pelas qualidades humanas que demonstrou nestes cinco anos, durante os quais partilhamos tantos grandes momentos. Ainda não conseguimos conquistar um título mundial juntos, o que seria o quinto para ele, mas acreditamos que ainda podemos tirar muito proveito desta temporada incomum de 2020 “.

Por fim, as palavras de Vettel:

“O meu relacionamento com a Scuderia Ferrari terminará no final de 2020. Para obter os melhores resultados possíveis neste esporte, é vital que todas as partes trabalhem em perfeita harmonia. A equipe e eu percebemos que não há mais um comum desejo de permanecer juntos até o final desta temporada Os assuntos financeiros não tiveram parte nesta decisão conjunta. Não é assim que penso quando se trata de fazer certas escolhas e nunca será.

O que esta acontecendo nos últimos meses levou muitos de nós a refletir sobre quais são nossas verdadeiras prioridades na vida. É preciso usar a imaginação e adotar uma nova abordagem para uma situação que mudou. Eu próprio reservarei o tempo necessário para refletir sobre o que realmente importa quando se trata do meu futuro.

A Scuderia Ferrari ocupa um lugar especial na Fórmula 1 e espero que obtenha todo o sucesso que merece. Finalmente, quero agradecer a toda a família Ferrari e, acima de tudo, aos seus “tifosi” em todo o mundo, pelo apoio que eles me deram ao longo dos anos. O meu objetivo imediato é terminar a minha longa jornada com a Ferrari, na esperança de partilhar mais alguns momentos bonitos juntos, para adicionar a todos aqueles que desfrutamos até agora “.

O que se segue agora para Vettel? Outro desafio numa equipe de meio de tabela? Ou será este o fim da carreira do piloto alemão? Parece pouco provável que esse seja o caso mas não é um cenário descabido. Quanto ao sucessor de Vettel na Ferrari, Carlos Sainz e Daniel Ricciardo são os nomes mais referidos. Já falamos sobre esse assunto também em matérias anteriores.