Fórmula 1 – Uma voz sensata no Grid, Christian Horner esta preocupado com as equipes pequenas.

Até que enfim apareceu alguém sensato e com uma excelente visão dos fatos; ele mesmo o diretor técnico da Red Bull Racing; Christian Horner. Pois a preocupação com as equipes pequenas da F1 começa a aumentar a cada dia.

Os bastidores da F1 começam a encher com relatos de preocupação quanto às estruturas pequenas que poderão não aguentar esta crise. Horner é uma das pessoas mais preocupadas:

“A F1 é um negócio muito forte e tem uma tradição enorme”, disse Horner à BBC. “A F1 sobreviverá a isso. Se todas as equipes irão sobreviver é outra questão, e é responsabilidade de todos os diretores de equipe é agir com interesses do automobilismo e de todos os seus participantes em mente e fazer o possível para garantir que todas as 10 equipes se mantenham.”

Comparando a situação com a crise global de crédito de 2008, Horner acrescentou: “A diferença em 2008 era que corríamos, ainda havia um calendário, havia ainda eventos. Podíamos ver a questão com mais clareza, enquanto aqui estamos mais cegos. Quando vamos começar a correr de novo? É um cenário diferente. 2008 teve pressões e as pessoas na sala naquele momento – Ron Dennis, Flavio Briatore e assim por diante – pensavam nos interesses da categoria e é crucial que o façamos coletivamente neste momento.”

“O mundo é um lugar diferente no momento. É claro que a receita é atingida com força. Ainda não sabemos o quanto atingirá a F1.”

“Todas as equipes têm reagido de forma responsável e coletiva. Obviamente, algumas equipes estão mais expostas do que outras, principalmente as pequenas, e é importante que tentemos ao máximo proteger a comunidade de F1 da melhor maneira possível.”