Indy500 – Honda veta Alonso na Andretti para a prova, e agora Sr. Alonso? Falou demais.

É caros amigos da Veloxtv, após nossa veiculação semana passada de Fernando Alonso, fechando com a Andretti para a mítica prova e a última para que ele consiga a tríplice coroa, agora veio os japoneses da Honda e atearam álcool em um fogo que parecia apagado.

Não fomos só nós que estranhamos que uma história que se passou há mais de quatro anos tivesse regressado à ‘tona’, mas a verdade é que havia mesmo algo por trás do fato de Fernando Alonso ter se ‘penitenciado’ relativamente aos comentários de 2015 sobre o motor da Honda e de tê-lo chamado de ‘GP2 Engine’, admitindo que a mensagem não deveria ter passado para fora, ganhando as proporções que alcançou na época.

Agora já se percebe melhor, pois a Honda acabou de dar um redondo não à possibilidade de Fernando Alonso correr com a Andretti nas 500 Milhas de Indianapolis. O acordo parecia estar encaminhado, mas os japoneses fizeram uso da velha máxima “aqui se faz, aqui se paga” e vetaram o espanhol. Quem o revelou foi a revista norte-americana ‘Racer’.

É amigos, o que fará o staff do piloto espanhol, em caso de se confirmar a notícia vinda da revista norte americana, e também o que fará o dono da equipe Andretti ( Michael).

Ao meu entender, isso foi um aviso dado ao piloto espanhol que além da Indy500 pensa em retornar á Fórmula 1 de que sua moral com as equipes e fornecedoras de motor; neste caso a Honda; não é muito salutar para ele.

Agora, fazem sentido as palavras de Fernando Alonso, e soam como uma espécie de ‘perdoa-me’, tentando evitar o que veio mesmo a suceder. Agora, Fernando Alonso terá que se virar para outro lado para conseguir disputar a edição 2020 das 500 Milhas de Indianápolis e procurar mais uma vez chegar à Tripla Coroa do automobilismo. Como se percebe, se precisar da ajuda dos japoneses, nunca acontecerá.