FIA WEC: Rebellion deixa competição no final da temporada.

A equipe suíça anunciou que deixará toda a competição motorizada no final da temporada 2019/2020, logo após as 24h de Le Mans.

Esta notícia apanha todos de surpresa com a Rebellion sendo ligada ao projeto da Peugeot no regresso da marca francesa ao endurance. A Peugeot já esclareceu que seus planos não são afetados pela decisão da Rebellion.

É mais um golpe no endurance que vê assim uma das mais fortes estruturas privadas sair, depois de oito anos de presença na competição.

“O automobilismo tem sido um grande recurso para a Rebellion”, comentou o presidente da empresa, Alexandre Pesci. “Os circuitos têm sido vitrines excepcionais e uma importante caixa de ressonância para a nossa marca com um público muito amplo. O retorno do investimento dessas atividades tem sido mais do que satisfatórias. Estamos dando um tempo para redefinir os contornos de nossos negócios, mas os efeitos dessa decisão serão imediatos para o departamento de corridas assim que a temporada do WEC terminar. Essas decisões não são fáceis de tomar e estamos tristes por não podermos cumprir nossos compromissos nos próximos anos”.

E agora? Teremos apenas duas equipes na LMP1?